Loading...

1982: 22 - Um embaraço Canadiano

Quando a Formula 1 chegou a paragens canadianas, eles ainda choravam a perda de Gilles. Batizar o circuito da ille de Notre Dâme com o seu nome era o mínimo que poderiam fazer, e os pilotos, nostálgicos, lá fizeram o seu trabalho na pista, no sentido de conseguirem os melhores tempos e serem um dos 26 que poderiam entrar na corrida.

Contudo, depois de duas sessões de treinos, começava a aparecer um enorme embaraço: o único Ferrari presente, o de Didier Pironi, estava prestes a alcançar a pole-position, batendo os Renault de Alain Prost e René Arnoux. E isto seria irónico, pois todos sabiam que tinha sido a desobediência de Pironi às ordens de equipa, sete semanas antes, que causou a cadeia de eventos que resultou no trágico desaparecimento de Gilles, em Zolder. Assim, quando se soube que Didier era o poleman, o ambiente era de cortar a faca.

Pironi teve de medir as suas palavras, e numa declaração muito pensada, disse que dedicava a pole ao seu companheiro de equipa. Uma declaração que, para certos pilotos, soava a hipócrita. Aliás, Nigel Roebuck tem uma história sobre esse momento, onde ele estava a falar com Keke Rosberg. 'Se Gilles estivesse aqui, saberiamos quem pertencia a pole-position...', disse Pironi. Estava com Keke Rosberg quando a declaração dele saiu nos altifalantes, e ele disse o que muitos pensavam. 'Se não fosse por ele', disse em tom de desprezo, 'Gilles estaria aqui...'

Mas o embaraço, o desprezo - e algum ódio - acabaria por ser o mínimo. No dia seguinte, tudo isso seria colocado temporáriamente de lado quando aconteceu o caos naquela partida, com consequências fatais...

New Love food? Try foodtribe.
Loading...
Loading...
0
Loading...