O Chrysler 300c e outros tantos modelos da marca nasceram da parceria entre a Daimler e a Chrysler. Com um design sóbrio chama atenção por onde passa até hoje, nem parece que o carro começou a ser produzido em 2004, já como modelo 2005. Sua produção durou de 2004 até 2010 onde surgiu a 'nova' geração.

A plataforma LX era muito boa, ela dava a opção de ser tração traseira, RWD, ou integral, AWD, sem necessidades de modificações na plataforma. Como o 300c tinha como objetivo ser um carro usável durante todo ano, uma vez que seu maior mercado, os Estados Unidos, tinha essa necessidade de um carro com tração nas quatro rodas para ser o único carro.

Acredite se quiser, existiu uma versão perua, chamada de 300c Touring foi vendido em diversos países como Austrália, Japão e até mesmo na Europa, porém ele não foi vendido em seu país de origem, os EUA, por lá houve a Dodge Magnum. O mercado americano não gosta muito das peruas por isso não fez o sucesso que deveria.

Vamos falar das motorizações. 4 a gasolina e 1 movido por diesel. Vale ressaltar que seu peso ficava próximo de 2 toneladas.

Gasolina:

2.7 V6 24v, 193hp e 25,7kgfm de torque. O câmbio era automático de 4 marchas. Seu zero-100 era feito em 11,1s e sua velocidade máxima era de 209km/h.

3.5 V6 24v ,249hp e 34kgfm de torque. O câmbio novamente era um de 4 marchas. Zero-100 em 9,2s e velocidade máxima 219km/h.

5.7 V8 16v HEMI 340hp e 52,5kgfm de torque. Aqui o câmbio dava uma melhorada, saia do de 4 marchas e entrava o de 5. Zero-100 em 6,4s e velocidade máxima em 250km/h.

Versão SRT/8: 6.1 V8 16v HEMI 431hp e 57kgfm de torque. Câmbio automático de 5 marchas. Zero-100 em 5s e velocidade máxima de 270km/h.

Motor diesel de origem Mercedes-Benz, 2006 até 2011 somente no mercado europeu e australiano:

3.0 CRD V6 turbo 24v 218hp e 51kgfm de torque. Câmbio automático de 5 marchas. Zero-100 em 7,6s e velocidade máxima de 230km/h.

​O 300c recebeu diversos prêmio, e não foi atoa. Existem algumas unidades do modelo, a mais comum é a 5.7, as SRT8 com o motor 6.1 não são comuns de se ver, e quando se acha para venda o preço não é nada convidativo.

O 300c me encanta por onde passa, um projeto muito bem executado na época, um carro muito bem construído, motor robusto e forte, a direção é o padrão americano da época, algo bem anestesiado do jeito certo para você dirigir por horas sem se cansar. Parabéns a Chrysler por ter feito um carro que até mesmo anos depois está sendo lembrado. O motor a diesel também merece elogios, certo que já era um motor antigo, porém muito confiável e sólido.

Galeria de fotos:

New Love food? Try foodtribe.

Join in

Loading...
Comments (0)
    Loading...
    Loading...
    Loading...
    0
    Loading...