Antes de tudo Save The Wagons. Minha história com o Jetta MK5 começa em meados de 2008/09, eu era um adolescente na época e meu amigo tinha acabado de receber um prata 2008, fui dar uma volta e não tirei o sorriso do rosto durante sequer 1 segundo, todo aquele torque do valente motor 2.5 me deixava em êxtase, coloquei na minha cabeça que quando eu tivesse condições eu teria um. Passados 9 anos tive a oportunidade de comprar um, porém eu não queria o sedã, queria a variant com teto solar panorâmico, em outubro/18 achei. Com 94mil KM era ela uma Jetta Variant Preta 2009/09.

Ela veio com rodas Audi A4 B8, queria mudar mas depois achei que combinou com o carro e deixei assim.

O consumo dela quando digo ninguém acredita, mas como uso um app para guardar todas as informações do carro, consumo, manutenção e etc, o próprio app faz os cálculos de consumo, aqui esta:

Exatamente, uma média de 10,5km/l com gasolina comum aditivada, uma reclamação é o tanque de apenas 55 litros, com esse consumo ele me da uma autonomia média de 577km. Gasto em média 2 tanques por mês, em um ano rodei pouco mais de 5 mil km, e 90% foi de uso urbano.

Vamos falar da motorização, é um 2.5 5 cilindros, NADA DE USAR 5CC ISSO É CENTÍMETROS CÚBICOS, 170hp e 24,5kgfm de torque aliado a um câmbio automático tipo conversor de torque de 6 marchas.

Manutenção e modificações

Única coisa que me deu/dá uma certa dor de cabeça é a bomba de vácuo, é um problema crônico desses motores, troquei a junta por uma original e pouco tempo depois voltou a vazar, troquei novamente e o problema continua, minha solução é a eliminação da bomba de vácuo com uma peça vendida nos Estados Unidos, vaza muito pouco óleo.

Um carro de 10 anos e que estava ainda com a suspensão original precisava ser refeita, amortecedores estourados, bieletas fazendo barulho... estava um horror. Como um bom entusiasta, pensei, já que terei de gastar dinheiro na suspensão porquê não faze-la do meu jeito? No início queria uma suspensão a ar, porém é um investimento alto, comprei um jogo de molas esportivas, NÃO CORTEM AS MOLAS, e deixei meus amortecedores estourados com meu amigo para que ele trabalhasse nele e deixasse ele como eu queria, o setup ficou um pouco mais baixo do que eu imaginava porém confortável.

Preciso tomar cuidado em quebra-molas, e em algumas rampas de estacionamento, como o carro é muito bicudo ele pode pegar o para-choque.

Planos futuros

Bom, o carro tem várias marcas de uso, quero dar um banho de tinta nele, talvez mudar a cor quem sabe. Quero trocar o painel, colocar o do GLI e depois começar outro projeto. O Jetta é um carro muito bem acabado e completo, suspensão independente nas quatro rodas, ar condicionado dual zone, bancos em couro com aquecimento e caras, o aquecimento é muito bom quando se sabe utilizar, sair na madrugada fria pela cidade abrir o teto solar e ligar o aquecedor fica perfeito, frio na medida e calor na medida.

Painel do GLI

Painel original

Finalizando

Não tenho filhos, não tenho esposa, normalmente esse são os requisitos para se ter um carro desse tamanho, ainda mais uma perua.

Escolhi a perua por ela simplesmente me atender quando precisar, gosto de levar minha bike para os lugares e tenho espaço para isso, se eu precisar levar qualquer outra coisa sei que vou conseguir carregar nela, fora este lado pratico da coisa temos o handling, na tradução crua seria o manuseio. Pelo Jetta ter ainda nessa geração uma plataforma do Golf V, temos um carro não muito grande para os passageiros de trás, mas para o motorista, ou piloto dependendo da ocasião, veste o carro, tudo a mão, fácil visualização dos instrumentos.... é um carro feito para quem gosta de guiar. Uma frase clichê que retrata muito bem, ela é perfeita nas suas imperfeições. Não trocaria de carro, e se tivesse que vender compraria outro Jetta MK5.

Obrigado a você que acompanhou, deixei seu comentário :)

Carro parado não faz história.

New Love food? Try foodtribe.
Loading...
Loading...
Loading...
2
Loading...