Nós sabemos que as competições de automobilismo funcionam como um laboratório para as montadoras. Uso de fibra de carbono, turbos e sistemas de câmbio automatizado ou dupla embreagem são algumas das tecnologias que foram aperfeiçoadas nas corridas e então passaram a ser usadas em carros de rua.

Com dados do I-Pace eTROPHY, a Jaguar conseguiu fazer mudanças nos software de gerenciamento do SUV para melhorar sua autonomia. As melhorias afetam a distribuição de torque do sistema AWD (All-Wheel Drive), o controle de temperatura do conjunto de baterias e a capacidade delas, permitindo que o carro continue sendo dirigido mesmo com cargas baixas.

Além disso, a Jaguar também diz que analisou dados de 80 milhões de quilômetros de carros usados no mundo real, e isso permitiu melhorias no sistema de regeneração de energia através de frenagem e também no cálculo de autonomia, que ficou mais preciso.

Tudo isso permitirá que o SUV aumente a sua autonomia em até 20km, cerca de 8% do que os 470km originais declarados pela marca.

Os consumidores poderão fazer a atualização em concessionárias. Essas mudanças também vão permitir que mais módulos eletrônicos possam receber atualizações remotas.

I-Pace eTROPHY

O eTROPHY funciona como uma categoria de apoio à Formula E desde 2018. Os carros possuem cerca de 400cv e vão de 0 a 100 km/h em 4,5 segundos.

Como os carros são idênticos, as disputas são bem acirradas, e tudo se resume em habilidade atrás do volante. O grid conta com pilotos fixos - como o brasileiro Sérgio Jimenez, que está empatado com o líder e foi campeão da temporada de estréia - e pilotos convidados, como Abbie Eaton, que garantiu um quarto lugar na última corrida.

Loading...
New Love food? Try foodtribe.

Join in

Loading...
Comments (0)
    Loading...
    Loading...
    Loading...
    0
    Loading...