Terceira geração da M3, sua produção foi de 2000 até meados de 2006, cerca de 85k veículos fora produzidos. Vamos logo a sua motorização: motor 6 cilindros em linha S54B32 aspirado 3.2 343hp e 37,2kgfm de torque, motor que gosta de giro, possível fazer a troca de marcha aos 8mil RPM, motor este que recebeu o prêmio "Engine of the Year".

2 tipos de transmissão, manual ou manual automatizada, SMG, ambas com 6 marchas. Tração traseira, RWD, suspensão independente nas quatro rodas. Zero-100 em 5,2s e velocidade máxima declarada de 250km/h, estes números para o câmbio manual, um carro dessa categoria já contava com o LSD.

Todo gearhead que se preze tem uma admiração pela E43, seja por ser um BMW M ou simplesmente por ser um carro lindo, a E46 não era a mais potente, não era a mais refinada porém era a mais bonita, olhar um carro desses hoje em 2019 te faz pensar como os designers conseguiram acertar tanto o visual de toda uma série em 2000? Toda linha E46 fora um carro harmonioso.

Quase existiu a opção de carroceira wagon, ela até chegou a ser feita para estudos da marca, porém nunca passou disso. Era um carro bem bonito.

Muito se remete ao primeiro M3 a E30 na E46, baixo peso, motor girador 6 cilindros. A diferença estética entre o M3 e seu veículo comum eram, para-choques alargados para caber rodas maiores, saias laterais, rodas, um pequeno lip na tampa do porta-malas. Nas laterais, perto da caixa de roda, existe uma grade que quando o carro fora projetado serviria para refrigeração do motor, com o projeto finalizado notou-se que não se era necessário porém permaneceu como detalhe estético, todas essas mudanças além do chassi modificado diferenciavam o M3 do veículo comum de produção.

Em 2003 houve o facelift de meia vida, o carro ganhou pequenas alterações como lanternas em LED e faróis com angel eyes.

BÔNUS: M3 CSL

Em 2003 fora lançado a M3 E46 mais leve, cerca de 110kg a menos que a versão comum, 1385kg. O motor foi redesenhado, entregando mais potência 360hp, seu zero-100 agora era de 4,9s.

Materiais leves fora amplamente utilizados, no difusor traseiro, entradas de ar e no interior. O capô era feito de alumínio, teto em fibra de carbono e o vidro traseiro era mais fino, realmente os engenheiros tiraram peso de todo lugar que podiam, não é atoa que conseguiram uma relação peso x potência de 3,85kg/hp. Atualmente existe somente uma unidade da M3 CSL no Brasil, uma preta. Se você quiser diferenciar uma M3 'normal' da CSL basta reparar na entrada de ar no lado direito do para-choque, se tiver é a CSL.

BÔNUS 2: M3 GTR

Para homologação em Le Mans era exigido que as montadoras tivessem um veículo disponível para compra e permitido o emplacamento e uso nas ruas. Fora produzidos 10 carros chamados M3 GTR Street, o 6 cilindros fora substituído pelo V8 4.0 P60B40 da versão de pista, 345hp 36,5kgfm de torque. Não tinha itens de conforto, aerofólio em material compósito, e mais uso de materiais leves, seu peso era de apenas 1350kg.

New Love food? Try foodtribe.
Loading...
Loading...
Loading...
3
Loading...